DESCRIÇÃO

É um exame do interior do esófago, estômago e duodeno através de um endoscópio introduzido pela boca. Também designada de esofagogastroduodenoscopia (EDA) ou Endoscopia Digestiva Alta.

A gastroscopia possibilita o diagnóstico e tratamento de várias patologias, por exemplo a esofagite de refluxo, as úlceras gastroduodenais, pólipos gástricos, entre outros.

REALIZAÇÃO DO EXAME

É realizada introduzindo o endoscópio através da boca, com o doente deitado para o seu lado esquerdo. A duração do exame é variável, dependendo da situação clinica do doente e das intervenções diagnósticas e terapêuticas que sejam necessárias.

A endoscopia digestiva alta pode causar desconforto na garganta pela introdução do aparelho, e desconforto no estômago pelo ar insuflado.

A realização do exame sob sedação anestésica diminui ou elimina o desconforto do exame.

Em caso de dor abdominal hemorragia ou febre após realização do exame deverá consultar o seu médico ou o serviço de urgência mais próximo.

PREPARAÇÃO

Como para todos os exames endoscópicos é necessário a assinatura de consentimento informado. A gastroscopia deve ser realizada após jejum de pelo menos 6 h. Poderá ser necessário avaliação prévia por médico anestesista, eletrocardiografia, radiografia e tórax e análises de sangue.

No caso de estar sob terapêutica com fármacos anticoagulantes ou antiagregantes plaquetários (por exemplo clopidogrel ou ticlopidina, entre outros), discuta com o seu médico a necessidade da sua suspensão ou substituição. Em situações particulares poderá também ser necessário suspender duas semanas antes do exame o tratamento com os chamados protetores gástricos (inibidores da bomba de protões como por exemplo o omeprazol).

EXAMES DISPONÍVEIS

Endoscopia Digestiva Alta s/ anestesia

Endoscopia Digestiva Alta c/ anestesia