DESCRIÇÃO

Muitos dos pólipos encontrados durante a Colonoscopia podem ser completamente removidos durante o procedimento, através de uma técnica terapêutica chamada Polipectomia. É um procedimento médico, minimamente invasivo, normalmente realizado no decorrer de um exame endoscópico, que permite remover os pólipos potenciais do cólon (intestino grosso) ou do estômago, e posteriormente enviados para análise na anatomia patológica. Os pólipos são lesões procidentes que surgem na superfície interna do intestino. Podem aparecer em vários locais do tubo digestivo, mas são mais comuns no cólon. Frequentemente têm a aparência de um cogumelo variando em tamanho e forma.

Embora a maioria dos pólipos seja benigna, existe a possibilidade de, com o tempo, cresceram e sofrerem uma transformação maligna. A indicação para o rastreio do Cancro do Cólon e Recto prende-se com a tentativa de identificação e remoção destas lesões.

REALIZAÇÃO DO EXAME

O processo de remoção dos pólipos consiste frequentemente em colocar um laço de metal à volta da sua base. A técnica de corte depende de vários fatores, e pode ser efetuada sem corrente elétrica (polipectomia a frio) ou aplicando uma corrente elétrica para cortar e coagular o tecido (polipectomia diatérmica).

A remoção do pólipo em si é indolor, contudo no decurso da Colonoscopia pode haver períodos com algum desconforto abdominal.

PREPARAÇÃO DO EXAME

Para que as polipectomias sejam efectuadas com a maior segurança possível é muito importante que a preparação das colonoscopias seja feita com todo o rigor. É necessário, como para todos os exames, a assinatura de consentimento informado.

EXAMES DISPONÍVEIS

Polipectomia